02 agosto, 2008

Concurso MP/BA e eu: Que aventura!!!

Tudo começou quando abriu o edital. Meu avô disse: Ah, agora vc tem que fazer. Não perca essa oportunidade e blá, blá, blá. Eu falo assim, mas sei que ele só quer meu bem. OK, ok, eu faço então. E lá vai eu, no último dia, diga-se passagem, fazer a inscrição. Bem, pensei eu, como falta um pouco mais de um mês, vou fazer meu cronograma. Tudo certinho, só faltava uma coisa importatíssima: a vontade. Eu estava sem a menor vontade de fazer essa prova. Talvez seja preconceito meu, mas não vejo o estado e o município como órgãos atraentes para trabalhar. Claro que tem gente que precisa desse emprego, tudo bem, mas enquanto eu puder pensar grande, é para lá que eu irei.
Tava tudo indo direitinho nos estudos. Até que, faltando mais ou menos duas semanas, relaxei e descumpri totalmente o que havia planejado.
Chegou o dia da prova. Na concentração, encontrei uns dois amigos. Batemos um papo descontraído, e depois encontrei uma amiga que fez cursinho preparatório comigo. O engraçado é que uma olhou para cara da outra e disse: o que é que eu estou fazendo aqui??? rsrsrs. Mas não custa nada tentar, né?
Na hora da prova: ai, que friozinho. Comecei olhando o tema da redação. Geralmente as provas elaboram um tema genérico. Então o ideal é delimitar o tema em assuntos específicos e depois escolher um assunto e trabalhar em cima deste, organizando-o em tópicos (que vai muito além da introdução, desenvolvimento 1, desenvolvimento 2 e conclusão; média de 5 linhas para cada parágrafo... mas isso é papo para um outro assunto).
Passado a limpo o rascunho, fiz a prova e terminei bem antes do horário de encerramento. Tem gente que fica até o final. Nada contra, só acho que se vc não estudou antes, não vai advinhar a resposta. Então para quê estressar?
Enfim, depois da maratona, um lanche com o namorado (eu merecia...rsrsrs). Numa passada de olho na prova (acreditem, ele tem um olhar de lince...rsrsrsrs ), corrigiu e viu que eu tinha feito tudo direitinho, mas marquei 2 questões erradas. Pura falta de atenção. Ô raiva que me deu!!!! Nessas horas eu penso: como sou BURRA. Fiquei muito decepcionada comigo mesma. Mas logo depois tento ver por um outro lado: tava cansada, com dor de cabeça e com fome (por favor, não me vejam com fome...rsrsrsr). Além do mais, eu não sou perfeita e muita gente comete esse mesmo erro. Hei, não sou a única. É confortável saber, mas ISSO NÃO PODE ACONTECER. Sabemos que uma questão é decisiva em algumas provas. Não podemos desperdiçá-la cometendos essas falhas graves. Mas não custa nada repetir e vou fazê-lo quantas vezes for necessário: reserve uma hora em média para preencher o gabarito com calma, tranquilamente, e prestem muita, mas muita atenção mesmo nesse momento. Isso pode garantir a sua aprovação. Pra mim, ficou apenas a lição.

Um abraço e boa sorte a todos.

Obs.: Em breve, postarei a correção de algumas questões.

1 Comment:

Dacielle said...

Gosto de ler as experiências e maratonas enfrentadas pelos concurseiros, afinal tb estou no mesmo barco... a gente aprende e se diverte, tb...mesmo, com os erros... e penso que é mais interessante ainda quando as experiências são postadas por pessoas conhecidas. É isso aí!

Sorte a todos!